Introdução a História da Arte no Messenger

Janete: João lembra que vc falou que se eu colocasse o cl no congelador por uns minutos podia voltar a funcionar o botão do Wi-Fi? Pois é… Se ele não ligar mais a culpa é sua! As migas avisaram que era uma ideia de jerico, mas eu sou crédula.

Aurélio: Gente! Cl = cel?

Janete: É = picolé. Ligou mas não pegou o wi-fi. João é uma fraude.

Aurélio E seu picolé tem Wi-Fi?  Qual o sabor?

Janete: Minha diarista veio com a dica de que passar banha de galinha velha na cabeça era bom remédio para crescer cabelo. Mas nessa eu não cai. É que João parecia entender tanto de tecnologia.

Aurélio: Tendi.

Hortêncio: Gente! Vocês visivelmente consumindo drogas e eu aqui estudando Mondrian. Mundo desigual!

Aurélio: Já ia te perguntar. Só pra criar intriga.

Hortêncio (anexa a foto dos livros de estudo): Aujourd’hui  só na vertical, para cima e avante!

Aurélio: Meu mundo caiu! Begem com quadrados coloridos!

Janete: É que Hortêncinho é tão “straight”… fofo, focado

Aurélio: Diagonais só depois…

Janete: E João… milagre de São Expedito – João quieto e calado.

Hortêncio: João quieto = João dormindo.

Aurélio: Outro milagre. A doida num dorme.

Hortêncio: Uma estuda no domingo e a outra dorme = dois milagres. Só esperando o Papa Francisco.

Aurélio: Milagre mesmo é se ela estiver sóbria.

Hortêncio: Quem a segunda doida? A que estuda?

Aurélio: A que estuda.

Hortêncio: Já são três milagres.

Aurélio (posta a foto dele no bar): E eu nem tô bebendo!

Hortêncio: Cadê a caipirinha? Que mesa evangélica. Faz uma oração para eu achar apartamento.

Aurélio: Vou fazer. Agora virei beata.

Hortêncio: Tô sentindo que será amanhã.

Aurélio: Vai morar na casa da Janete.

Janete: Eu já propus casamento. Aqui tem vaga

Aurélio: La é grande

Janete: E eu topo casar sem papel

Hortêncio: Vamos casar sem papel passado, porque somos ecológicas.

Aurélio: Sem papel e sem… digamos.. sem…

Hortêncio: Tem lugar pra viveiro? Só vou com os periquitos. Podemos fazer de vidro. Fica mais bonito do que aquelas grades horrorosas.

Aurélio: Tem lugar para tudo. Coelho, gato, cachorro e papagaio. Tem lugar pras bicha tudo.

Hortêncio: Daí eu usaria umas batas pretas pra ser a exótica do parque Guinle.

Aurélio Luxooo! Anos 20. Seria lindo e de turbante.

Hortêncio: Ser a pseudo religiosa mística exotérica.

Aurélio: Bata tipo Gustav Klint.

Hortêncio: Vamos fazer uma colônia.

Aurélio: Aí eu iria tb. E de barba tipo Moises.

Hortêncio: Só que com gente que toma banho. Por favor.

Aurélio: Tipo a dos pintores Nabis. E que malhem. Pq não sou obrigada.

Hortêncio: E a Janete continuaria a depilar as axilas.

Aurélio: Claro. Nada de hippie.

Janete: Hora do almoço na casa da mamãe. Ok sogra?

Aurélio: Mande bj pra ela, Sogronaaaa!!

Hortêncio: Voltarei para a minha leitura porque sou chique.

João: GENTE, sou uma fraude, dorminhoca, faladeira, MANDA MAIS QUE TA POUCO!

João: A common problem in the iPhone 4S, sometimes the Wi-Fi button will be grayed out and unclickable. This problem seems to be related to thermal shock — the problem may be temporarily fixed by simply putting the phone in the refrigerator for 15 minutes, or under a lamp for 30 minutes.

João: Tá na internet viram??

Aurélio: Ela acordou uuuu! Linda do soninho da beleza!

Hortêncio: Se aparece na internet é verdade!

Fim da conversa no bate-papo

Visualizado por todos

Anúncios

8 comentários sobre “Introdução a História da Arte no Messenger

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s