Cão chupando manga

Tive que operar o meu cachorro salsicha. Descobri que dentro da barriga do “Cruzcredinho”, que estava gigante, tinha um caroço de manga. O caroço já estava fazendo aniversário, porque as mangueiras do Parque Guinle deram frutos até fevereiro, como estamos em julho… Lá se foram o verão e uns quatro meses. Divulguei que, infelizmente, estava indo operar um dos últimos machos-espada do pedaço. Pois é, … Continuar lendo Cão chupando manga

O Deus que habita em mim, saúda o Deus que habita em você

JC, judia, tem um pretendente católico. O rapaz leva um terço no carro. Quando soube disso, logo indaguei se o santo rosário ficava pendurado no retrovisor, o que esteticamente vocês sabem… Mas, graças a Deus, o artigo religioso fica guardado no porta-luvas, esse compartimento do veículo que armazena os mais variados itens relevantes aos motoristas precavidos ou esquecidos pelos condutores de outro naipe, como eu. … Continuar lendo O Deus que habita em mim, saúda o Deus que habita em você

702, um apartamento laico

Um estado laico é oficialmente imparcial em relação às questões religiosas, não se opondo a nenhuma crença. Assim é esse apartamento do sétimo andar, onde judeus não praticantes convivem com protestantes, ateus, cristãos, seguidores da doutrina japonesa Perfect Liberty e quem mais chegar. Infelizmente não contamos com moradores ou habitués hindus, siques ou muçulmanos. Mas, como bons cariocas que somos, acendemos de bom grado uma … Continuar lendo 702, um apartamento laico

Presentes do meu pai

Lá em casa, trabalhou uma senhora chamada Irene. Sabíamos que vinha algo bom toda vez que Irene começava uma frase com “Tenho para mim…”. Duas das que me lembro: “Tenho para mim que morcego é rato velho que cria asas”. Outra: “Tenho para mim que nessa mata tem barulho de elefante” – aqui o ideal seria colar a foto da pedreira que ocupa os fundos … Continuar lendo Presentes do meu pai

O Toco

Toco, substantivo masculino. Parte do tronco da árvore que permanece enterrada depois que a árvore foi cortada. Expressão “Levar um toco”, ser dispensado(a) pelo namorado(a). Tem gente que de um limão, faz uma limonada. Sophie Calle, a artista francesa conta: “Recebi uma carta de rompimento. E não soube respondê-la. Era como se ela não me fosse destinada. Ela terminava com as seguintes palavras: Prenez soin … Continuar lendo O Toco