Espetinho de salsicha no abacaxi

Reza a lenda que havia uma boate que se chamava Nóbrega. Lá apresentavam-se cantores do naipe de Jerry Adriani, Reginaldo Rossi, Odair José e o hit parade era “Arma de Vingança” de Carlos Alexandre. Dizem que certa noite a primeira sílaba do letreiro em neon queimou. Como nunca foi consertado o letreiro, os frequentadores passaram a chamar a casa pelas letras que se mantiveram iluminadas. … Continuar lendo Espetinho de salsicha no abacaxi

Espelho, espelho meu

No início dos anos 90 o falecido Jornal do Brasil publicava a coluna Perfil do Consumidor. O entrevistado, sempre uma personalidade, tornava públicos seus hábitos. Quando perguntaram a Tim Maia seu vício, ele na lata respondeu “Vicio? Punheta”! Do humorista Bussunda podíamos esperar o inesperado. A torcida do Flamengo (e por que não a do Fluminense, Vasco e Botafogo) vibrou com a memorável resposta a … Continuar lendo Espelho, espelho meu

É tudo culpa da física

Minha avó, uma das mulheres mais chiques que conheci, era do tempo em que se usavam camisas de seda e mocassins, e suas unhas estavam sempre impecavelmente pintadas de vermelho escarlate. Filha de um pianista russo, nasceu em São Paulo e lá teria vivido para sempre se um namorado seu não tivesse tido a descortês ideia de batizar no prado uma égua de corrida com … Continuar lendo É tudo culpa da física